quinta-feira, Janeiro 28, 2010

As receitas da minha mãe (novo blog)

Como prometi aqui estou a anunciar o meu novo espaço - As Receitas da Minha Mãe - Memórias de África. É um projecto distinto do "As nossas cozinhas". Neste blog revisito objectos antigos a que associo sabores e aromas dos meus tempos de infância e adolescência passadas em Angola.

sexta-feira, Janeiro 08, 2010

Novidades - publicação de livro e mudança de blog



Este blog foi um projecto que levei a cabo durante um período particular da minha vida. Neste momento, surgiram já outras desafios, por isso a minhas intervenções "gastronómicas" passarão a ser realizadas noutros dois blogs. Um deles já está disponível, resultando de uma parceria com outra colega - AS NOSSAS COZINHAS (http://nossascozinhas.blogspot.com/). O outro será em breve divulgado, sendo neste caso um projecto individual, dedicado às memórias gustativas de uma infância e adolescência passadas em Angola.

Para além disso, aceitei também um convite que me foi endereçado pela editora BUBOK e publiquei um e-book onde podem encontrar todas as receitas disponíveis neste blog, organizadas por temas e acompanhadas de diversos textos novos. O livro pode ser adquirido, em formato digital ou em papel, em http://www.bubok.pt/libro/detalles/676/A-Minha-Cozinha

domingo, Dezembro 07, 2008

Tabuleiro de legumes no forno

Influenciada pelos últimos programas do Jamie Olivier, a que assisti na televisão, tenho preparado uns enormes tabuleiros de legumes assados no forno. A descrição desta iguaria, tão simples mas tão bonita e agradável ao palato, fez com que um colega me pedisse para colocar no blog a receita. Neste mundo de experiências gustativas virtuais considero que esta é mais uma oportunidade de partilha.

Mas importa começar a descrever o processo, com o detalhe possível. Tudo começou com uma ida à feira de produtos biológicos do Princípe Real onde comprei os legumes que aparecem na fotografia.

A cesta de compras incluiu cenouras, funcho, beringela, nabos pequenos, beterrabas pequenas, abóbora, chalotas frescas, alho francês e cebolinhas. Para além disso, comprei também dois molhos de ervas aromáticas frescas: tomilho e oregãos.

O passo seguinte foi preparar os legumes. As cenouras ligeiramente peladas, os nabos e as beterrabas cortados aos quartos, as berigenlas partidas em cubos, o funcho cortado em lâminas com meio centímetro de espessura e o alho francês cortado ao meio. Não esquecendo a abóbora coratada em fatias largas. Os legumes foram temperados com azeite, um pouco de flor de sal e um toque de vinagre. Com o cuidado de não os misturar, principalmente por causa das beterrabas.


Foram depois ao forno, que estava a uma temperatura de 200ºC, cerca de 1 hora e 20 minutos. O suficiente para que as cenouras e os outros elgumes começassem a ficar com um aspecto caramelizado. Depois de pronto este prato permite que cada um vá retirando directamente do tabuleiro, com um garfo, os legumes que lhe parecem mais apetitosos.

segunda-feira, Agosto 04, 2008

Couves pak choi com cebolas novas e cogumelos

Neste momento, o meu principal objectivo é fazer uma alimentação saudável, mas minimamente interessante para que a dieta alimentar se torna sustentável a médio prazo. Por esse motivo, as verduras passaram a estar incluídas em todas as refeições de forma significativa. Desta vez, optei por preparar uma couves pak choi. A receita certamente que não será original, mas também não posso dizer que a tenha retirado de um determinado livro.

Couves pak choi com cebolas novas e cogumelos

Para esta receita utilizei duas cebolas novas, relativamente pequenas, que foram cortadas integralmente em lâminas, isto é, as partes branca e verde. Coloquei numa frigideira com um pouco de azeite e três alhos também cortados em lâminas. Deixei dourar muito ligeiramente e depois juntei as couves, que fui virando com uma pinça até amolecerem. Por último, adicionei os cogumelos cortados e um pouco de molho de soja, rectificando posteriormente o sal.

Variedades de tomate

Nesta altura, podemos encontrar uma grande variedade de tomates. Estes foram comprados no Mercado do Príncipe Real, sendo quase todas espécies com baixa acidez. É interessante misturar numa salada diversas variedades, degustando os diferentes sabores.

quinta-feira, Julho 31, 2008

A eterna pescada

Comer peixe exige, às vezes, um exercício de imaginação para se escapar dos cozidos e grelhados, procurando variar na aparência e no sabor. Foi assim que surgiu esta receita ...

Pescada com ervas aromáticas

Comecei por fazer um refogado com azeite e cebola às rodelas a que juntei tomate, deixando cozer durante cerca de 5 minutos (juntei um pouco de água para obter maior quantidade de molho). Depois adicionei uma quantidade razoável de coentros, manjericão roxo, tomilho fresco e hortelã. Temperei com flor de sal. Comecei por dispor esta base num saco de papel de alumínio, colocando em cima as postas de pescada previamente salgadas. Fechei bem o saco e levei ao forno durante aproximadamente 15 minutos.

segunda-feira, Julho 28, 2008

Mercado do Príncipe Real


Aos sábados, realiza-se no Príncipe Real, em Lisboa, um mercado de produtos biológicos onde é possível encontrar verduras e legumes que não são muito comuns nos nossos supermercados, mas que são excelentes opções para variar de sabores. As espigas de milho, por serem ainda muito pequenas limitei-me a colocá-las no forno durante aproximadamente 15 minutos. Ficaram suficientemente tenras para poderem ser comidas pratcamente na sua totalidade. As patissons, como ainda não as tinha provado, resolvi prepará-las de modo muito simples para me poder aperceber bem do seu paladar: cortadas aos quartos e depois regadas com o fio de azeite antes de as levadar ao forno cerca de 15 minutos. Quando sairam do forno salpiquei com um pouco de flor de sal.

Já a outra abóbora, cujo nome da espécie ainda não identifiquei, resolvi cortar às fatias e "recheá-las" com ameixas secas e amêndoas picadas. Também foram ao forno para assar, sendo depois servidas polvilhadas com canela em pó. Na próxima vez que realize esta receita colocarei as ameixas apenas no final, pois revelaram tendência para ficarem um pouco duras no forno.


domingo, Julho 06, 2008

Frango assado com batatas recheadas

Não tenho o ritual de fazer assados apenas ao fim-de-semana. Penso mesmo que todos os dias são bons para este tipo de preparações culinárias, mas não deixa de ser um facto que as manhãs de domingo são propícias ao reinventar de algumas receitas de assados, excessivamente banalizadas no nosso dia à dia. É o caso do frango assado, que hoje resolvi incrementar um pouco em termos essencialmente de acompanhamento.

Frango assado com batatas recheadas de chouriço

Comecei por moer num almofariz alecrim, alho picado e sal a que juntei posteriormente um pouco de azeite. Com esta "pasta" enchi o espaço entre a pele do papo da ave e a da carne. O resto coloquei na barriga juntamente com 1/2 limão cortado aos bocados e um pouco de massa de pimentão. Também barrei o exterior da ave com massa de pimentão, que ultimamente compro já prepara no talho.
Para acompanhar preparei uma batatas, não muito grandes, que cortei ao meio e recheie com uma rodela de chouriço. Para as segurar usei os talos do alecrim que tinham sobrado. Salpiquei as batatas de sal e reguei tudo com um pouco de azeite, levando ao forno por aproximadamente 60 minutos.